Motorista Comprometido

Motorista Comprometido
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

Notícias

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Falha humana


Dirigir cansado continua entre as principais causas de acidentes envolvendo veículos de carga nas rodovias brasileiras. Dados da Polícia Rodoviária Federal revelam que o envolvimento de ao menos um veículo de carga a cada quatro acidentes nas estradas ocorre, em geral, devido ao cansaço e à exaustão dos motoristas, após extenuantes jornadas de trabalho. Dos 192,1 mil acidentes ocorridos em rodovias federais no ano passado, 66,6 mil (34,7%) envolveram caminhões.
De acordo com estudos promovidos pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), as causas primordiais de acidentes nas rodovias brasileiras são a fadiga (18%) e sono (42%) perfazendo uma estatística de 60% de todos os acidentes, destacando que 93% são provocados pela falha humana. “Costumamos dizer que hoje, em todo acidente rodoviário tem um motorista profissional envolvido e que o motivo principal é o excesso de trabalho”, explica Dr. Dirceu Rodrigues Alves Júnior, diretor do departamento de medicina ocupacional da Abramet.
Um dos objetivos da Lei 12.619 que regulamenta a profissão de motorista e traz significativas modificações no Código de Trânsito Nacional (CTB), é justamente tentar garantir o descanso do motorista para aumentar a segurança nas estrada. De acordo com as novas regras previstas no artigo 67-A do Código de Trânsito Brasileiro, o motorista deve realizar um intervalo de onze horas entre um dia e outro de viagem, podendo fracionar 9 2 horas e fazer descansos de 30 minutos a cada quatro horas de direção. A infração é considerada grave e a multa é de R$ 127,69. Conforme cita o Dr. Dirceu, o carreteiro necessita de melhor qualidade de vida e não viver escravizado pelo trabalho.
“Atualmente, o motorista é submetido ao estresse físico pelo excesso de movimento e estresse psicológico. Após quatro horas na direção veicular tem lapso de atenção e com oito horas déficit de atenção, quando a possibilidade de acidente aumenta em duas vezes. A nossa recomendação é que durma pelo menos oito horas em local sem barulho, trânsito de pessoas e com pouca ou nenhuma luz”, aconselha o médico.
Fonte: O Carreteiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário