Motorista Comprometido

Motorista Comprometido
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

Notícias

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ministério foca campanha nos caminhoneiros

Kit-Parceiros-Cartaz
O Ministério das Cidades lançou na quarta-feira, mais uma campanha de trânsito do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada – Um Pacto pela Vida). A iniciativa, desta vez, será voltada para os motoristas profissionais de caminhões, ônibus, vans, taxis/empregados ou autônomos. A escolha desta categoria para a campanha deste ano é porque os números mostram um crescimento alarmante nas ocorrências que envolvem motoristas profissionais.
Com uma frota correspondente a 3,1% (2.414.721) dos 77,8 milhões de veículos registrados no país, os caminhões estão envolvidos em 21% dos acidentes com mortes. Motoristas que dirigem de forma imprudente, exaustos, sonolentos, sob o efeito de tóxicos ou álcool são os responsáveis pela maioria dos acidentes de trânsito. Os dados atuais mostram que, de 1996 a 2010, o número de acidentes envolvendo caminhões (56,8%) foi o terceiro que mais evoluiu neste período, atrás das motocicletas (714,7%) e bicicletas (165%).
O consumo de drogas e bebidas alcoólicas, o cansaço e a tentativa de permanecer acordado têm sido as mais frequentes causas de acidentes nas ruas e estradas de todo país, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Por isso, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, decidiu fazer campanhas e ações por categoria de veículos, com base nos números de acidentes com mortes. Apenas no ano de 2010, o país alcançou a marca de 42.844 vitimas fatais do trânsito.
Com o slogan “Motorista, álcool e drogas podem fazer da sua viagem uma caminho sem volta”, a campanha traz um apelo familiar de cuidado e de saudade. Também enfatiza que ao tentar ganhar tempo os motoristas podem acabar perdendo a vida.
Outros dados — O aumento do número de mortes por 100 mil habitantes provocadas pelos caminhões também ficou em terceiro lugar. O crescimento foi de 50% no mesmo período, atrás apenas dos motociclistas (679,4%) e ciclistas (153,5%).
Conforme dados das indústrias, a venda de caminhões cresceu 31,7% nos quatro primeiros meses deste ano comparado a 2012. De janeiro a abril foram colocados em circulação mais 34 mil caminhões. O aumento das vendas está relacionado à supersafra de milho e soja no Brasil.
Fonte: Bem Paraná
Publicado em 07/06/2013 no Blog do Caminhoneiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário