Motorista Comprometido

Motorista Comprometido
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

Notícias

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Rio de Janeiro quer aumentar formação de mulheres como motoristas de ônibus

Mulheres-motorista-de-onibus-simulador
A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) estima que o setor precise de três mil motoristas de ônibus a mais que o contingente que hoje trabalha na capital, em Niterói e em municípios da Baixada Fluminense. Além de não haver aumento na oferta de mão de obra qualificada, há uma rotatividade grande de profissionais no setor: em média, 43% dos funcionários mudam de emprego ou migram entre as companhias anualmente.
Para enfrentar esses problemas, e de olho na melhoria da qualidade do serviço prestado, as empresas apostam, agora, na formação de mais mulheres para a função. Hoje, elas representam 5% dos motoristas de ônibus que atuam no estado, que são 40 mil. A meta, segundo a diretora da Universidade Corporativa do Transporte, ligada à Fetranspor, Ana Rosa Bonilauri, é formar duas mil novas condutoras de coletivos até o final do ano que vem.
Ana Rosa explica que, além de as empresas terem identificado nas mulheres o potencial para suprir a falta de pessoal qualificado, “o foco também está no cuidado que elas têm ao dirigir, na forma de atender, geralmente estas profissionais são reconhecidas por isso”.
O curso será gratuito e basta ter a carteira nacional de habilitação (CNH) categoria B e o mínimo de 21 anos para participar do programa de formação, que será oferecido por meio de uma parceria entre o Sest Senat, a Federação das Empresas de Transporte e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran-RJ), por meio da Escola Pública de Trânsito (EPT), inaugurada na semana passada. A estrutura, localizada na Lapa, habilitará as mulheres, com ajuda de simuladores e aulas práticas, para a condução de transporte coletivo, que exige a CNH categoria D.
Depois, a Universidade Corporativa do Transporte e o Sest Senat formarão as motoristas de acordo com as normas previstas na resolução 168/2004 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige uma capacitação específica para a atividade. Na capacitação são ensinadas lições como legislação de trânsito, direção defensiva, noções de primeiros socorros, respeito ao meio ambiente, convívio social no trânsito, iniciação à mecânica e relacionamento interpessoal.
O projeto prevê, também, que empresas serão eleitas madrinhas das turmas que se formarem e, com isso, terão o papel de dar prioridade à contratação das novas motoristas.
A expectativa é que as aulas comecem em novembro, com a qualificação de 200 pessoas. Quem quiser mais informações, deve entrar em contato com o Detran-RJ, no telefone (21) 2332-6009 ou pelo e-mailept@detran.rj.gov.br.
No Rio de Janeiro, a média salarial para motorista de ônibus é de R$ 1700, para jornadas de sete horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário