Motorista Comprometido

Motorista Comprometido
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

Notícias

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Motoristas de ônibus podem passar pelo bafômetro todo o dia em Curitiba



biarticulado
Ônibus em Curitiba. Vereador quer que todos os dias os motoristas do sistema urbano da cidade sejam submetidos a testes de dosagem alcoólica. Foto Falcao
Vereador quer teste de bafômetro diário em motoristas de ônibus de Curitiba
Para parlamentar, medida não causaria constrangimento aos trabalhadores. Sindicato analisa a proposta
ADAMO BAZANI – CBN
Motoristas de ônibus do sistema de transportes de Curitiba, no Paraná, podem ser submetidos diariamente ao teste do bafômetro para averiguação de dosagem alcoolica caso seja aprovado projeto de lei apresentado pelo vereador Paulo Rink.
O parlamentar protocolou o projeto para alterar a lei 12597, de 2008, que dispõe sobre o Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros da Cidade de Curitiba.
A ideia é realizar o teste obrigatoriamente antes do início de toda a jornada. Exames durante o expediente e ao final dele podem ser feitos de maneira esporádica.
Rink justificou a proposta por entender que a fiscalização sobre a atuação dos motoristas de Curitiba precisa ser melhorada e que a medida aumentaria a segurança dos passageiros, dos próprios condutores e de outros motoristas e pedestres.
O Sindimoc – Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana ainda não se manifestou oficialmente sobre a proposta.
A entidade quer avaliar ser a prática poderia causar constrangimento aos profissionais.
O vereador rebate dizendo que a medida visa também a segurança do trabalhador e que não haverá constrangimento, pois os exames serão aplicados a todos os funcionários das empresas de ônibus, não havendo escolhas aleatórias.
Publicado em 28/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

Assembleia deve decidir greve de ônibus no Rio de Janeiro



rio greve
Motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro vão realizar assembleia para decidirem se entram ou não em greve. Categoria vai analisar propostas apresentadas ontem pelas empresas.
Motoristas de ônibus fazem assembleia para discutir greve no Rio de Janeiro
Categoria vai analisar propostas das empresas de ônibus, mas diz que alguns pontos não foram contemplados pelas companhias
ADAMO BAZANI – CBN
Motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro vão realizar por volta das 19 horas uma assembleia para decidir se entram ou não em greve.
A paralisação estava prevista para este dia 28 de fevereiro, mas o Rio Ônibus, o sindicato das empresas de ônibus do Rio de Janeiro, apresentou novas propostas para a categoria.
As viações oferecem reajuste de 8% nos salários dos rodoviários. Motoristas que dirigem micro-ônibus ou ônibus midis, chamados no Rio de Janeiro de Micromaster, receberiam um aumento de 40% nos salários, já que acumulam dupla-função, conduzindo o veículo e cobrando ao mesmo tempo.
Os motoristas com carteira E, obrigatória para ônibus articulados, seriam enquadrados numa nova categoria e receberiam em torno de 20% mais que os outros condutores.
A cesta básica teria aumento de 20% no seu valor, de acordo com as propostas do Rio-Ônibus.
O Sintraturb, sindicato dos motoristas e cobradores do município do Rio de Janeiro, vai promover a assembleia e discutir as propostas.
Mas a entidade adiantou que há reivindicações que não foram contempladas pelas propostas do sindicato patronal, entre elas, fim da dupla função, cesta básica de R$ 200 sem descontos, tíquete-alimentação de R$ 15 por dia e plano de saúde gratuito para os rodoviários e mais três dependentes.
Fim do banco de horas para trabalho excedente e pagamento das horas extras em dinheiro e redução da jornada de trabalho para seis horas diárias também são outras reivindicações.
Mesmo que decida a greve na noite desta quinta-feira, a paralisação não deve acontecer já nesta sexta.
O sindicato diz que vai respeitar a lei 7783 que obriga a comunicação em até 72 horas antes da paralisação de serviços essenciais como o transporte.
Além disso, o Sintraturb/Rio prometeu 30% da frota em circulação, caso a categoria decida pela paralisação.
Publicado em 28/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Águia Branca e Salutaris premiam Motorista TOP Ouro



ônibus
Viação Águia Branca e Viação Salutaris para incentivar as boas práticas na dirigibilidade e no atendimento ao passageiro desenvolvem o Programa Motorista TOP Ouro. Como reconhecimento aos esforços dos condutores, as empresas vão premiar os classificados. Foto: Adamo Bazani.
Águia Branca e Salutaris homenageiam motoristas “TOP Ouro”
Programa tem o objetivo de incentivar os condutores de ônibus a adotarem boas práticas
ADAMO BAZANI – CBN
Sabendo que muito mais que oferecer ônibus novos e tecnologia, o bom atendimento ao passageiro passa pela qualificação do motorista, as empresas Viação Águia Branca e Viação Salutaris, pertencentes ao mesmo grupo, realizaram no ano passado mais uma edição do “Programa Motorista TOP Ouro” e a agora em fevereiro e março de 2013 vão premiar os profissionais que tiveram melhor desempenho.
Realizado na Águia Branca há 10 anos, o programa tem o objetivo de estimular boas condutas dos motoristas em diversos aspectos, como direção segura, direção econômica, compromisso com a pontualidade e manutenção e bom relacionamento com os passageiros.
O índice de aprovação dos motoristas instruídos e avaliados pelo Programa em 2012 foi alto. De 900 condutores que participaram, 97% foram classificados, de acordo com comunicado das empresas Águia Branca e Salutaris à imprensa especializada em transportes. A premiação é dividia em TOP Ouro, TOP Prata e TOP Bronze. Outra boa notícia, de acordo com o grupo, é que 77,89% dos motoristas aprovados conseguiram o TOP Ouro.
As premiações e homenagens são uma forma de reconhecer os esforços dos motoristas participantes.
De acordo com a nota, “ até o dia 13 de março, os motoristas TOP OURO serão homenageados em cerimônias de premiação em cada uma das bases da Viação Águia Branca e Salutaris. A primeira cidade contemplada com o evento de premiação será Itabuna(BA), seguido por Ilhéus(BA), Itaberaba(BA), Irecê(BA), Salvador(BA), Rio de Janeiro(RJ), Governador Valadares(MG), Colatina(ES),Cariacica(ES), Teixeira de Freitas(BA), Ponte Nova(MG), Barão de Angra(RJ), São Paulo(SP), Vitória da Conquista(BA) e em São Mateus(ES).
Publicado em 24/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Empresas, trabalhadores e passageiros querem auditoria na Urbs


Presidente do Setransp, Dante Gulin, em audiência pública realizada nesta sexta-feira pela Urbs sobre a tarifa de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana. Tanto as empresas como os trabalhadores defendem uma auditoria nas contas da gerenciadora dos transportes. Para as entidades, não se pode eleger “vilões”, como os salários dos motoristas e cobradores e as integrações com os ônibus metropolitanos, para justificar os rombos nos cofres da empresa, que é de economia mista e não pode ser analisada pelos Tribunais de Conta. Foto: Agência Paranaense de Notícias AndObe
Empresas de ônibus, trabalhadores e passageiros querem auditoria na Urbs
Audiência pública sobre tarifas em Curitiba e Região Metropolitana foi marcada por debates. Números da gerenciadora foram contestados por empresas, trabalhadores e representantes de passageiros
ADAMO BAZANI – CBN
Apesar de ser considerado um dos melhores sistemas de mobilidade urbana no País, sendo até exemplo mundial, a RIT – Rede Integrada de Transporte, em Curitiba e Região Metropolitana, passa por problemas financeiros.
A Urbs – Urbanização Curitiba S.A, empresa de economia mista que gerencia os transportes na região, diz que, por conta da diferença da tarifa cobrada dos passageiros (hoje em R$ 2,60) e da tarifa técnica (que representa os custos reais do sistema e que hoje está em R$ 2,89), acumula déficits que comprometem investimentos e que podem por em risco integrações, principalmente entre a capital e os municípios vizinhos.
Na tarde desta sexta-feira, dia 22 de fevereiro, foi realizada uma audiência pública, promovida pela Urbs para mostrar os custos do sistema.
Apesar da apresentação dos números, os representantes de trabalhadores, empresas de ônibus e de passageiros não ficaram plenamente satisfeitos.
O presidente do Setransp – Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana – Paraná, Dante Gulin, quer que seja realizada uma auditoria na contas da Urbs.
O prefeito de Curitiba, Gustavo Freut, já havia declarado também o interesse para que sejam esclarecidas as entradas e saídas de recursos da empresa gerenciadora.
Segundo o representante de uma das confederações de passageiros, a situação da Urbs é, no mínimo, passível de mais esclarecimentos.
A empresa é de economia mista, portanto com participação do poder público e da iniciativa privada. No entanto, menos de 1% é de capital privado.
Só isso, porém, já impede que a Urbs passe por auditorias dos Tribunais de Contas do Município, Estado e União.
Outros representantes de passageiros contestaram o motivo pelo qual, mesmo com mudanças de administrações públicas, a Urbs mantém sempre os mesmos profissionais, obviamente sem concurso. Foi defendida uma renovação dos quadros da empresa.
Dentre os fatos que desagradaram os participantes, está o que se pode chamar de escolha de “vilões do sistema”.
Entre eles, estão os salários dos motoristas e cobradores e o custo do passageiro das linhas intermunicipais.
Segundo a Urbs, enquanto o custo do passageiro na Capital pode chegar a R$ 2,78, o da região metropolitana custaria aos cofres públicos R$ 4,10. Com isso, a tarifa técnica do sistema pode ser de até R$ 3,05
Os valores foram contestados pelos participantes que tomaram a palavra, que temiam que a “culpa dos déficits da Urbs” recaia sobre os serviços metropolitanos e que a Urbs sinalize com uma ação que possa prejudicar os passageiros das cidades vizinhas de Curitiba.
Além disso, na integração, se na ida o dinheiro ou os créditos da arrecadação entra pela região metropolitana, na volta, a entrada de recursos se dá nas catracas dos ônibus, estações e terminais da Capital, havendo um equilíbrio.
O que empresários e usuários defenderam foi a manutenção dos subsídios do Governo Estadual para garantir as integrações metropolitanas, que beneficiam os passageiros e estimulam o uso dos transportes coletivos em várias cidades e não apenas na Capital.
Os trabalhadores também temem ser considerados os vilões dos rombos da Urbs.
O presidente do Sindimoc – Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, Anderson Teixeira, disse que é necessário “abrir a caixa-preta” da Urbs e que não é justo atribuir somente aos salários da categoria os motivos para os reajustes das tarifas ou aumento dos custos do sistema.
“Sempre que há aumento na passagem, fala-se que o peso é o reajuste aos trabalhadores, mas não é, existem muitas coisas erradas na Urbs, muita coisa deve ser revista. Falta transparência e clareza para o curitibano. No passado o salário chegou a ser de mil passagens, hoje não chega a 500” – disse o representante sindical.
Segundo o diretor jurídico da Urbs, Rodrigo Grevetti, os gastos com pessoal, incluindo salários, benefícios e impostos sobre e a folha de pagamentos, representam 45% do custos dos transportes em Curitiba e Região Metropolitana. Ele também explicou como é feito o cálculo do peso dos combustíveis na tarifa, usando a tabela da ANP – Agência Nacional de Biogás, Biocombustíveis e Petróleo, e como se chega ao valor de outros custos, como lubrificantes, rodagem (incluindo o valor dos pneus no mercado), peças e serviços de terceirizados para manutenção e limpeza.
O presidente da Urbs, Roberto Gregório, se defende e disse que a empresa busca transparência e por conta disso realizou a audiência pública, deixando cientes dos problemas financeiros de Curitiba e Região Metropolitana diversos agentes da sociedade, inclusive o Ministério Público. Ele fez um balanço positivo da audiência, apesar das críticas.
O governador do Paraná, Beto Richa, prometeu no ano passado analisar a continuidade dos subsídios para as integrações e outros benefícios no sistema, mas não deu resposta concreta se vai manter ou não a complementação de receita.
Publicado em 23/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Confirmada a realização da Arrancada de Caminhões, em Arroio do Silva


Arrancadao de caminhoes - Arroio do Silva 2012 (67)No início da tarde desta segunda-feira, a Justiça Federal de Santa Catarina divulgou sua sentença: o juiz Paulo Vieira Aveline, da Vara Federal Cível de Criciúma, não acatou o pedido do Ministério Público Federal de cassação da licença ambiental e autorizou a realização da 23ª edição da Arrancada de Caminhões do Balneário Arroio do Silva. As informações foram passadas pelo prefeito do Arroio, Evandro Scaini.
Marcada para ocorrer a partir da próxima quinta-feira, dia 21, até o domingo, dia 24, a Arrancada estava ameaçada por falta de licença ambiental, isso no início deste mês. Posteriormente, o documento foi expedido pela Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma), já que, segundo Scaini, o município cumpriu as exigências ambientais para a realização do evento. Por fim, a Justiça reconheceu o documento ambiental e o evento está confirmado.
“É importante lembrar que o município sempre esteve preocupado com as questões ambientais, ainda mais para a realização de um evento deste porte. Por isso, também pedimos a colaboração do público, tanto moradores como visitantes. Precisamos que as pessoas ajudem a preservar o meio ambiente, tenham mais atenção, para que a Arrancada seja realizada todos os anos”, enfatiza Scaini.
Agora, a prefeitura deve correr contra o tempo para finalizar a montagem da estrutura da festa. “Temos expositores, arquibancadas, pistas, praça de alimentação, camarotes, arena de shows, tudo para receber o público da melhor maneira possível, mas precisamos agilizar os trabalhos porque o evento já começa nesta quinta-feira”, ressalta o prefeito. A organização da Arrancada de Caminhões conta com a parceria da prefeitura do balneário e da Aspekto Comunicação.
Fonte: Engeplus
Publicado em 19/02/2013 no site http://blogdocaminhoneiro.com/confirmada-a-realizacao-da-arrancada-de-caminhoes-em-arroio-do-silva/

GREVE DE ÔNIBUS EM LONDRINA: Motoristas querem 9,5% de aumento



greve Londrina
Motoristas e cobradores de ônibus em Londrina, no Paraná, cruzam os braços. A categoria pede 9,5% de aumento. Cerca de 120 mil pessoas estão sendo prejudicadas.
Greve de ônibus em Londrina: motoristas e cobradores param por tempo indeterminado
Cerca de 1,2 mil profissionais cruzaram os braços. Eles pedem 9,5% de aumento
ADAMO BAZANI – CBN
Aproximadamente 120 mil passageiros estão sendo prejudicados com a greve dos motoristas e cobradores de ônibus em Londrina, no Paraná, que teve início na manhã desta sexta-feira, dia 22 de fevereiro de 2013.
Em assembleia, a categoria decidiu paralisar as atividades a partir das 8 horas, mas antes disso, segundo relatos dos próprios motoristas, alguns ônibus já estavam sendo impedidos de circular por membros do Sinttrol – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina.
Por causa de greve de ônibus, o trânsito começou a ficar complicado nas principais vias da cidade, porque muita gente que usa transporte coletivo teve de se descolar com o carro próprio, e a procura por táxis aumentou.
A categoria pede 9,5% de aumento nos salários. A última proposta foi feita pela Grande Londrina e Londrisul e contemplava 6% de aumento.
Os motoristas e cobradores também querem reajuste no valor do tícket alimentação e melhores condições de trabalho.
O que motivou também a paralisação, segundo alguns trabalhadores, é que no próximo domingo, dia 24 de fevereiro, a passagem de ônibus em Londrina passa de R$ 2,20 para R$ 2,45 e, mesmo com o aumento da tarifa, as empresas se negaram a reajustar os salários conforme a categoria pediu.
Publicado em 22/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

Manutenção preventiva do escapamento do caminhão pode evitar gastos desnecessários


escapamentoAlém de oferecer mais segurança no trânsito, cuidar preventivamente do caminhão sai muito mais em conta para o caminhoneiro do que efetuar reparos de emergência. A manutenção preventiva é, em média, 30% mais em conta do que a corretiva, segundo especialistas.
Um dos itens que deve ser verificado pelos motoristas é o sistema de escapamento, conjunto de peças, entre outras, que são checadas na inspeção ambiental veicular. “Se for identificado algum problema na inspeção, peças soltas ou partes desgastadas, o veículo é rejeitado”, adverte Henry Grosskopf, gerente de Engenharia de Produtos da Tuper Escapamentos e Catalisadores.
Ele explica que solavancos em pisos irregulares e a própria vibração do motor podem levar à fadiga as peças do sistema de exaustão dos caminhões. “Além disso, podem ocorrer problemas de corrosão da parte externa do escapamento para a interna já que o diesel, ao contrário do etanol e da gasolina, é menos corrosivo”, enfatiza.
Para evitar transtornos, os caminhoneiros podem colocar o veículo em uma rampa e efetuar a verificação visual do escapamento para ver se há algum problema aparente, como quebra de suportes ou trincas nos tubos e silenciosos ou procurar uma oficina de confiança para fazer o reparo e a troca das peças para que o veículo seja submetido novamente à inspeção. “Isso gera transtorno e prejuízo ao caminhoneiro que precisa do veículo em ordem para trabalhar. Esse contratempo pode ser evitado se o motorista fizer uma revisão no veículo em uma oficina de confiança antes de passar na inspeção ambiental veicular”, comenta Grosskopf.
Ao substituir peças danificadas do conjunto de escapamento, a recomendação é efetuar a troca por componentes de qualidade e compatíveis com o modelo do veículo para não comprometer a funcionalidade do sistema. Somente em modelos muito antigos e que não há peças específicas no mercado de reposição é que são feitas algumas adaptações. “Evite soldar ou amarrar o escapamento para não correr o risco das peças caírem quando o veículo estiver em movimento, podendo causar acidente na estrada”, ressalta.
Catalisador
Apenas os veículos mais modernos possuem catalisador. Desde 2012, para atender às normas do Euro V (Proconve 7), os caminhões contam com um novo sistema de pós-tratamento de emissões. Agora, o sistema de exaustão dos caminhões tem tratamento químico e adição de aditivo para garantir a redução de emissões de poluentes. “Trata-se de um sistema eletrônico com produtos de alta tecnologia embarcada que permite a purificação dos gases resultantes da combustão do diesel nos motores, com benefícios significativos para o meio ambiente”, finaliza.
Fonte: Tuper
Publicado em 20/02/2013 no site http://blogdocaminhoneiro.com/manutencao-preventiva-do-escapamento-do-caminhao-pode-evitar-gastos-desnecessarios

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Motoristas recebem orientações de trânsito seguro em Itabuna (BA)


Eles assistem a palestras com foco no tema 'Educação no trânsito: compromisso de todos'.

Foto: Pedro Augusto/Ascom-PMIMotoristas recebem orientações de trânsito seguro em Itabuna (BA)
A ação educativa deflagrada  há uma semana pela Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Settran) de Itabuna, com blitz em diversas partes da cidade, entrou na segunda etapa no início de fevereiro.

Em sala de aula, motoristas que foram flagrados sem o cinto de segurança e motociclistas que não usavam o capacete (ou o utilizavam incorretamente) assistem a palestras com foco no tema “Educação no trânsito: compromisso de todos”.

Os chamados “encontros educativos” acontecem na sede do Sest Senat de Itabuna (BA). As palestras são ministradas por uma psicóloga e uma agente de trânsito, no período da manhã e tarde.

Após o trabalho de orientação, a Settran avisa que passará a aplicar multa nos infratores.
Fonte: Blog Pimenta
Publicado em 07/02/2013 no site http://www.sestsenat.org.br

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Proposta permite a caminhoneiros abater pedágio do imposto de renda


pedagio-parana-fotoProposta em tramitação permite a caminhoneiros autônomos e representantes comerciais abater do imposto de renda os valores pagos com pedágios. A medida está prevista no Projeto de Lei 4843/12.
A proposta é de autoria do deputado Diego Andrade (PSD-MG). Segundo ele, os caminhoneiros, além de sofrer com quadrilhas de roubo de cargas e com condições deficientes de conservação das estradas, ainda convivem com as elevações constantes das tarifas de pedágios.
Ainda conforme o autor, como os contratos de concessão de rodovias são de longa data, é necessário conceder tratamento diferenciado aos caminhoneiros. “Esses trabalhadores transportam a produção e a riqueza deste País. Além disso, os representantes comerciais se sustentam rodando pelas estradas”, justifica.
Tramitação
O projeto foi encaminhado à análise conclusiva das Comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Fonte: Agência Câmara

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Motorista Profissional Comprometido é um Diferencial para a Empresa


caminhoneiro-autonomo
No decorrer dos tempos têm se percebido uma grande mudança no perfil profissional do motorista, principalmente naquele que atua no segmento de passageiros e cargas. Com base em pesquisas, observações, feedback dos motoristas, vivência no desenvolvimento de produtos e serviços gerados no segmento dos transportes rodoviários, decidi socializar nesse artigo algumas leituras da realidade atual do motorista.

Vivemos num momento de mudanças rápidas, que exige dos profissionais uma revisão dos modelos mentais na busca por uma melhor conduta e comprometimento para gerar resultados que atendam às necessidades dos clientes.
O motorista do segmento de transportes de passageiros e de carga é exigido diariamente uma disposição mental no sentido de que seus serviços profissionais sejam um diferencial para o cliente. Ele a cada momento que presta seus serviços na comunidade representa o proprietário da empresa, para isso ele necessita estar preparado tecnicamente e emocionalmente para dar as melhores respostas para um cliente cada vez mais exigente.
Com a evolução das demandas dos clientes, o modelo de gestão da cadeia logística requer a integração das áreas e dos profissionais, surge então, o motorista profissional comprometido que passa a ser um diferencial para a empresa.
O motorista exerce uma liderança no contexto logístico desde o ponto de origem até o destino. Ele passa a ser responsável pelo transporte da carga ou pelos passageiros transportados, mas é importante que esteja motivado e capacitado para o pleno exercício da profissão.
O cliente requer serviços responsivos e com qualidade por parte do motorista, exigindo uma responsividade na prestação de serviços com pontualidade, segurança e confiabilidade.
Buscar resultados com excelência na qualidade dos serviços logísticos requer um comprometimento da empresa e do motorista no sentido de que ambos estejam conscientes de uma capacitação técnica e comportamental para prestar serviços diferenciados aos clientes finais.
A sustentabilidade dos negócios passa por ter nas equipes, motoristas que saibam prestar serviços com confiança e segurança no relacionamento com o cliente, para isso é necessário investir em novas práticas de serviços de acordo com o perfil da clientela para que produzam resultados prósperos para toda a cadeia de serviços logísticos.
Investir continuamente na educação do motorista profissional, para que tenhamos uma inclusão social de profissionais qualificados para atender a demanda no segmento dos transportes. Percebe-se, que motoristas que são valorizados pela empresa têm sua autoestima elevada e seu comprometimento gera resultados operacionais prósperos para o cliente, para a empresa e sua vida é próspera.
O motorista necessita estar atualizado com as inovações tecnológicas dos veículos, e também estar incluso nas mudanças comportamentais dos clientes, para que possa atender da melhor maneira suas expectativas.
O motorista profissional comprometido é um diferencial que a empresa passa a contar na sua equipe, porque cuida melhor do patrimônio da empresa que está sob sua responsabilidade, pratica a direção defensiva, cumpre prazos, antecipa necessidades do cliente, ouve sugestões e direciona para o canal competente da empresa.
O motorista profissional é o líder da operação logística! Pense nisso!
HighPluss amplia o Projeto Motorista Profissional aos clientes do transporte rodoviário no Brasil
Foto Rovani_Blog do Caminhoneiro_06.02.2013
Fundada em novembro de 2006 em Joinville (SC), a HighPluss atua no segmento de palestras, treinamentos, consultoria e exportação, sendo que os clientes brasileiros são compostos por empresas do transporte rodoviário de passageiros e cargas, indústrias, comércios, serviços e faculdades. O objetivo da empresa é acolher clientes, fornecedores e parceiros para otimizar resultados no desenvolvimento de produtos e serviços, com uma educação profissional focada no desenvolvimento das práticas do empreendedorismo, da responsabilidade social e da ética como diferencial de sustentabilidade dos negócios. Entre os principais serviços da empresa, estão as Palestras e Treinamentos focados no Projeto do Motorista Profissional e da Mobilidade Urbana. Complementa o portfólio os serviços de Consultoria na gestão técnica e administrativa em Engenharia de Ônibus, Logística de Serviços e Administração.

O diretor da HighPluss, José Rovaní Kurz, conta que a empresa investe em visitas técnicas a eventos com destaque para a Feira Internacional de Transporte e Logística em Kortrijk, na Bélgica, além de feiras internacionais de transporte e logística na Argentina, Colômbia e Brasil. Participações também em congressos, conferências, seminários, palestras e cursos nas áreas de transportes, logística, administração, mobilidade urbana e exportação. Ele diz que as experiências e conhecimentos da HighPluss estão fundamentados na gestão e desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas realizadas durante 30 anos no segmento de transportes. Afirma também que é importante estar atualizado com as necessidades e práticas que o mercado globalizado requer para a sustentabilidade dos negócios. Os clientes estão mais exigentes por serviços com qualidade no atendimento e atentos aos detalhes na qualidade dos produtos. Empresas comprometidas com o melhor, sem dúvida, investirão no seu capital intelectual de maneira que os serviços e produtos transmitam confiança e segurança para a fidelização do cliente.
Rovani também é Professor Universitário nos Cursos de Pós-graduação e Graduação nas áreas de Administração, Logística de Serviços, Engenharia de Suprimentos e Gestão de Transportes.
A HighPluss está investindo no Projeto do Motorista Profissional e da Mobilidade Urbana no Brasil, para que os projetos possam contribuir no desenvolvimento do trânsito mais seguro nas cidades e nas estradas brasileiras.
Eng. José Rovani Kurz, empresa HighPluss, Palestrante, Consultor e Professor Universitário.
Ministra Treinamento VIP para Motoristas no segmento de Transportes Rodoviários.
Contato: treinamentos@highpluss.com.br
Joinville – SC. – Brasil

Fonte: Divulgação
Publicado em 07/02/2013 por Rafael Brusque Toporowicz no site http://blogdocaminhoneiro.com/motorista-profissional-comprometido-e-um-diferencial-para-a-empresa/

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Transportes e mobilidade urbana são o foco da HighPluss


Empresa de Joinville presta consultoria a empresas de transporte de carga e passageiros
 
Com o objetivo de socializar conhecimentos e experiências profissionais, atendendo à qualidade, produtividade e competitividade dos clientes, a HighPluss, de Joinville, presta serviços de consultoria e desenvolve palestras e treinamentos voltados a empresas de transporte de passageiros e cargas. A empresa presta consultoria da gestão técnica e administrativa em engenharia de ônibus, logística de serviços e administração. 
 
Fundada em 2006, a HighPluss também atende indústrias, comércio, serviços e faculdades e atua no setor de exportação, prospectando fornecedores brasileiros e exportando peças automotivas de acordo com a necessidade de cada cliente. A empresa ainda oferece educação profissional focada no desenvolvimento das práticas de empreendedorismo, responsabilidade social e ética como diferencial de sustentabilidade dos negócios.
 
José Rovani Kurz, diretor da empresa, ministra palestras e treinamentos focados nos projetos Motorista Profissional e Mobilidade Urbana, que visam contribuir com a criação de um trânsito mais seguro nas cidades e estradas brasileiras e no desenvolvimento de uma cultura favorável à mobilidade urbana no país. Os projetos são desenhados dentro de critérios técnicos e comportamentais.
 
Ele explica que o transporte é uma atividade dinâmica que exige dos profissionais competências específicas, habilidades e atitudes que possam gerar comprometimento em favor do melhor para os clientes, fornecedores e para os cidadãos. “A realidade do transporte para novos tempos exigirá cada vez mais de cada profissional o exercício da inteligência para que tenhamos um trânsito mais confiável, seguro, com uma infraestrutura de estradas e cidades atualizadas para atender as necessidades de todo brasileiro”, diz o diretor da HighPluss. “Empresas, profissionais e o setor público também necessitam investir continuamente na educação pessoal e profissional para que tenhamos uma melhor qualidade de vida nas estradas e nas cidades brasileiras”, aponta. 
 
Rovani é professor universitário nos cursos de pós-graduação e graduação nas áreas de Administração, Logística Empresarial, Engenharia de Suprimentos e Gestão de Transportes. “É um setor que ao longo dos tempos venho exercendo profissionalmente e adquirindo muitos conhecimentos e experiências que me permitem socializar os vários aprendizados em favor das empresas, dos motoristas profissionais, dos profissionais de logística e contribuir nos projetos públicos para melhoria da mobilidade urbana no país”, afirma.
 
Atuação
 
Constantemente, a HighPluss realiza visitas técnicas a eventos como a Feira Internacional de Transporte e Logística em Kortrijk, na Bélgica, e outras feiras internacionais do setor na Argentina, Colômbia e no Brasil. A empresa ainda conta com participações em congressos, conferências, seminários, palestras e cursos nas áreas de transportes, logística, administração, mobilidade urbana e exportação.
 
“As experiências e conhecimentos da HighPluss estão fundamentados na gestão e desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas realizadas durante 30 anos no segmento de transportes”, ressalta Rovani. “Queremos ser reconhecidos pelos clientes, fornecedores e representantes comerciais no Brasil e América Latina como uma empresa que tem um diferencial competitivo no desenvolvimento de equipes multifuncionais”, completa. Leia mais...
 
Publicado em 01/02/2013 na Noticenter - site: www.noticenter.com.br

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Bilhete Único debitado em conta bancária e desparecimento do cobrador



corredor de ônibus

Em corredores de ônibus, Bilhete Único poderá ter débito em conta bancária. Secretário dos Transportes, Jilmar Tatto, prevê desaparecimento de cobradores nestes sistemas. Foto: Blog Meu Transporte
Tatto fala em desaparecimento de cobradores e em débito do Bilhete Único na conta bancária
Para secretário dos transportes, os 8% de pagamento a dinheiro no sistema ainda representam problemas
ADAMO BAZANI – CBN
O Secretário Municipal dos Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, afirmou que em breve o passageiro de ônibus na cidade vai poder debitar os créditos do Bilhete Único em conta bancária.
Isso evitaria filas nas máquinas de recarga e traria mais praticidade para o passageiro que perde o controle da quantidade de créditos e se esquece de recarregar o cartão.
Mas isso deve ser implantado apenas nas estações de corredores de ônibus, no sistema de pré-embarque e não nas catracas dos veículos.
O passageiro passa o cartão no validador, que envia a informação ao banco e debita da conta do usuário o valor correspondente.
O usuário pode escolher o número de viagens por período, dias, semanas ou mês, para o débito.
O objetivo é eliminar os pagamentos em dinheiro que hoje representam 8% das receitas, o que é visto como um problema por Jilmar Tatto.
Ele argumenta que o pagamento em dinheiro é mais sujeito a evasões e não é prático, além de incentivar assaltos.
Para cumprir a promessa de campanha do prefeito Fernando Haddad, para implantar o Bilhete Único Mensal, o a SPTrans deve modernizar o sistema de leitura de cartões, que será biométrico. Os validadores para este sistema devem ficar prontos em quatro meses.
Por conta da nova licitação dos transportes, Tatto quer obrigar as empresas a comprarem os validadores já no primeiro semestre. Os contratos vencem em junho e, mesmo que algumas empresas não continuarem no sistema, já terão adquirido os validadores para as próximas, isso se houver alteração significativa na estrutura empresarial dos transportes em São Paulo.
A previsão é de que o Bilhete Único Mensal seja implantado no segundo semestre. Por ele, o passageiro paga R$ 140 mensais e usa quantos ônibus forem necessários ou quiser.
Em entrevista ao “O Estado de São Paulo”, Tatto diz que a função de cobrador no ônibus deve desaparecer e que o objetivo é eliminar o dinheiro- vivo do sistema.
E o que vai acontecer com os cobradores nesses corredores de ônibus? Desaparecer? “Em tese, sim. Se bem que o cobrador ainda tem uma função, do ponto de vista da biometria”, avalia Tatto.
“Não vai poder haver dinheiro nesse sistema. Aí, você bota um esquema de maquininhas (de arrecadação do lado de fora), como existe na Europa.” Em Curitiba, isso já é assim”.
Publicado em 02/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus