Motorista Comprometido

Motorista Comprometido
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

Notícias

sábado, 21 de setembro de 2013

Ônibus a energia solar não gasta e também não cobra


ônibus
Ônibus a energia solar na Austrália não gasta, mas também não cobra. Em 60 mil quilômetros percorridos, foram economizados 14 mil litros de diesel e 70 toneladas de gases poluentes deixaram de ser emitidas. Foto: Adamo Bazani.
Ônibus a energia solar não gasta e também não cobra
Veículo é testado desde fevereiro na Austrália. Forma de tração pode ser opção para futuro da mobilidade limpa
ADAMO BAZANI – CBN

O transporte coletivo, mesmo com os ônibus movidos a diesel, já traz vantagens ambientais por evitar que mais carros congestionem as ruas poluam as cidades, prejudicando a saúde das pessoas.
Quando as formas de operação dos transportes usam tecnologia limpa, não há desculpa para não investir. Afinal, mobilidade sustentável não traz só benefícios à saúde física das pessoas, mas à saúde financeira dos cofres públicos. A poluição custa caro no que se refere à saúde pública e no agravamento de doenças que fazem com que o cidadão perca produtividade e qualidade de vida.
E a energia solar, algo ainda pouco explorado proporcionalmente no mundo, chegou aos ônibus.
Em Adelaide, na Austrália, desde fevereiro está sendo testado o “Tindo”, ônibus movido totalmente a energia solar, armazenada em baterias no veículo e captadas por placas especiais. A energia é transformada em eletricidade que faz o motor funcionar.
E para provar que mobilidade limpa é mobilidade barata para o cidadão, na experiência não há cobrança de passagens, já que o ônibus tem custo zero com combustível. Não é o caminho para a tarifa zero ainda, mas futuramente, ônibus de tração alternativa ao petróleo podem representar passagens mais baratas.
O ônibus já percorreu nos testes 60 mil quilômetros e economizou 14 mil litros de combustível usando algo que a natureza proporciona de graça: a luz solar. Foram 14 mil litros de diesel a menos queimados e respirados pela população. Ao todo, deixaram de ser emitidas 70 toneladas de gases poluentes.
Com autonomia de 200 quilômetros, o ônibus economiza 30% de energia gerada pelo sistema de frenagem regenerativa.
O atrito dos freios é transformado em força e a energia que seria desperdiçada no momento de frenagem ou na parada do veículo é aproveitada e armazenada.
O ônibus também oferece aos passageiros ar condicionado e internet grátis e é operado pela companhia pública Adelai Connector Bus, que pretende criar uma frota limpa na cidade.

Publicado em 20/09/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário